Tecnologia

Espaçonaves, veículos, armamentos, sistemas de computação, robôs e substâncias artificiais da narrativa.

Baluarte heliotiano

Tecnologia extraterrestre. São gigantescas estações espaciais em forma de favo, construídas pelos galorneses para a Coalizão de Thoregon. Logo após sua construção elas eram coletadas pelos nonggos.

Balthus

Espaçonave terrana. Nome próprio do space-jet BASE SP-12.


 

Balley

Arma energética manual terrana. O modelo Luna/3458 era conhecido como a “arma para atentados” por ser uma arma extremamente pequena, plana e rápida. Seu alcance era de cerca de duzentos metros. Com uma carga era possível dar no máximo três tiros. Em 27 de janeiro do ano 3459, Pilon Bonhero foi atacado com uma arma desse tipo quando se aproximava do laboratório onde Ramon Prinz trabalhava.


 

Ballater

Espaçonave terrana do tipo cruzador ligeiro da Frota Solar. No início de junho do ano 3460, fazia parte da formação de reconhecimento junto com a nave Arcádia. Foi destruída pela frota dos ploohns.


 

Baldwin Tingmer (espaçonave)

Espaçonave terrana do tipo corveta, pertencente a Segurança Solar. Em julho do ano 3582, estava guardada no hangar do antigo espaçoporto subterrâneo na cidade de Ihsien, na China, e foi encontrada pela Patrulha da Terra. Esse veículo só havia permanecido ali porque estava danificado. Foi nomeado assim por sugestão de Walik Kauk. A sugestão foi aceita pelos outros. Os reparos puderam ser feitos, e com essa pequena nave a Patrulha deixou a Terra, voando para o planeta Intermezzo. Ainda havia a bordo um planador com espaço para seis pessoas.

Balança gravitacional

Tipo de dispositivo de precisão dos varbes, que tanto podia ser um instrumento científico quanto cerimonial. A máquina ficava ancorada em amarras invisíveis numa enorme plataforma que planava no interior de uma gigantesca esfera composta de uma liga de metal de brilho azul e que flutuava sobre o ponto central da capital do planeta em questão. A entrada nessa esfera se dava através de um portão. A máquina era uma construção em forma de pera de trinta metros de comprimento, dezessete metros de diâmetro no ponto mais espesso e oito metros de diâmetro no ponto mais estreito.

Bahia (espaçonave)

Espaçonave terrana, uma unidade da Frota Solar (não há outros dados). O comandante não é conhecido. No ano 2400, fazia parte da frota sob o comando de Julian Tifflor que conquistou o sistema de Gêmeos, situado no espaço vazio.


 

Bagalo

Espaçonave terrana do tipo cruzador pesado, pertencente à Frota Solar, equipado com um sistema de propulsão suplementar de três estágios. O comandante era o tenente-coronel Kim Dosenthal. Em agosto do ano 2402, comboiou seis naves de abastecimento da classe Anbe na periferia da nebulosa Beta; houve o encontro com os chamados irmãos siderais.


 

BA-F 333

Espaçonave terrana do tipo tênder de frotas da Frota Solar medindo cerca de 800 m por 300. O comandante era o major Benito Bassaldari. No ano 2113, técnicos aconenses tinham instalado um transmissor em arco na sua plataforma.


 

Badhra

Espaçonave do NIE. No início de março do ano 3585, Julian Tifflor e Jennifer Thyron a usaram para sair do Punho de Provcon para contatar a nave Alhambra.


 

Páginas